segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Manifestação da autoridade na corrida dos degraus



Perguntaram-me hoje, o que sente um tuga banal quando vê uma manifestação de polícias a subir a escadaria da Assembleia da República. Ainda pensei talvez uns 5 segundos, mas o brilho dos meus olhos e o sorriso amarelo denunciaram-me logo. É tremendamente óbvio que um tuga banal fica deliciado com estas avarias dos polícias e dos GNR’s, e dos trafulhas da ASAE, e mais dos cães polícias e afins. Eu quero é vê-los a subir escadas, longe das rotundas e da A1, e das balanças e das facturas, e dos radares.
Aliás acho que deviam fazer estes exercícios de subir escadas todos os dias, na AR, no bom Jesus de Braga, nas escadas monumentais em Coimbra, em todas as escadarias espalhadas pela tugolândia. Era um sossego, a malta podia levar mais peso nos transportes, esquecer-se das guias, acelerar mais sem medo dos radares e até beber mais aquela mini. Era um bom contributo para a produtividade, para o bem-estar geral dos tugas e até era bom para abaterem as barriguinhas, era perfeito.

Agora uma coisa é certa, a próxima vez que os vir a dar bastonadas em garotos barbudos e guedelhudos, daqueles que têm as orelhas e os narizes cravados de pingos de solda e parafusos, que parece que não tomam banho há uma semana, sou eu que me revolto e pego numa bela barra ferro e me viro a eles, se não batem nos colegas graúdos também que não batam nos garotos e nas garotas, que da mesma forma têm o direito de manifestação…disse



0 comentários:

Enviar um comentário