sábado, 29 de junho de 2013

Declaração de intenções


Para que não se criem espectativas começo por dizer que provavelmente desisto disto já amanhã ou talvez numa quinta-feira qualquer, se começar efectivamente a escrever será sempre com a profundidade de um soneto do Bocage e a tentativa quase inalcançável da elegância narrativa das letras do Quim Barreiros.

A minha primeira declaração de intenções é que me estou literalmente a “cagar” para o novo acordo ortográfico (já sei não é educado dizer cagar, as pessoas finas não cagam, defecam).

Ao vosso dispor,

O tuga banal

0 comentários:

Enviar um comentário